Publicidade

De volta ao Touro, objetivo de Gerinaldo é agregar forças

Compartilhe este Post

Depois de dois anos afastado, Gerinaldo Costa está de volta ao Fluminense, agora como vice-presidente do Conselho Deliberativo, em um mandato tampão até o próximo mês de novembro quando acontecerão eleições gerais para a direção executiva e todo o Conselho Deliberativo. O objetivo do dirigente é buscar agregar forças para se pensar em um planejamento estratégico que venha a resultar na volta do Touro do Sertão à elite do futebol baiano.

Gerinaldo Costa foi presidente do Fluminense entre os anos de 2014 e 2018, um período onde o clube esteve praticamente no ostracismo e viria a levar dois anos para voltar a elite baiana em 2016, depois de dois anos amargando uma 2ª divisão, para qual foi rebaixado em 2013. Ao encerrar o mandato, ele seguiu como conselheiro do clube, coordenou o processo que elegeu Everton Carneiro, o Pastor Tom, como presidente do tricolor feirense em 2019 e no final do ano passado cogitou disputar a presidência novamente, quando Tom renunciou ao cargo.

Agora ele está de volta compondo a mesa diretiva do Conselho Deliberativo, presidida por Antônio Raimundo Gomes dos Santos. Foi eleito por aclamação durante encontro que além de definir a recomposição do quadro diretivo do Conselho, teve por finalidade apreciar as contas dos exercícios de 2018. 2019 e 2020. “É um momento muito complicado vivido pelo Fluminense, com muitas arestas a serem aparadas. Na verdade, a minha ideia é agregar, buscar fazer aquilo que fizemos em 2014: aparar as arestas, deixar as divergências de lado e pensar no bem comum. Foi por isso que o Fluminense chegou onde chegou e viveu anos de tranquilidade. Faltou ‘fôlego’ para seguir e isso complicou a vida do clube chegando a este ponto de agora”, disse.

Gerinaldo Costa acredita que a primeira situação a ser resolvida é tentar “estancar” as divergências para então se pensar em um projeto e posteriormente um planejamento para a 2ª divisão em 2022. “É hora de se colocar as coisas em ‘pratos limpos’, esquecer as rusgas e pensar no que pode ser feito para 2022. Não adianta discursos agora e sim se fazem necessárias ações e para tanto as pessoas precisam ter maturidade para encarar a realidade e buscar soluções concretas. Do contrário nada muda e só quem perde é a comunidade feirense com o enfraquecimento da sua principal agremiação”, destacou.  

APELO

Em relação à ideia do advogado e jornalista Dilson Barbosa, da fusão com o Bahia de Feira, como solução para os problemas do Fluminense, Gerinaldo Costa entende ter sido um apelo para que se busque um caminho para o Touro do Sertão. “Por ser a principal agremiação da cidade é lógico que o apelo é maior e essa situação de agora deixa a todos preocupados. Acredito que é caso das grandes representações da sociedade buscarem um caminho e em cima disso se criar ações. O Fluminense precisa resgatar a sua credibilidade que está em baixa não só pelos resultados, mas pelas atitudes deliberadas. O momento é de consenso: ou se busca esse consenso, ou infelizmente vamos continuar vendo esse quadro triste de agora”, comentou.

Por Cristiano Alves com informações de Miro Nascimento

Foto – Divulgação

Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

30 respostas

  1. Please let me know if you’re looking for a
    article author for your blog. You have some really great articles and I
    believe I would be a good asset. If you ever want to take some of the load off, I’d love
    to write some content for your blog in exchange for a link
    back to mine. Please blast me an email if interested. Thank you!

  2. I loved as much as you will receive carried out right here.
    The sketch is tasteful, your authored material stylish.
    nonetheless, you command get bought an impatience over that
    you wish be delivering the following. unwell unquestionably come more formerly again as exactly the same nearly very often inside case
    you shield this increase.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.