Publicidade
Publicidade

Presidente confirma readequações no Vitória para a Série C

Compartilhe este Post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Passado o luto do rebaixamento para a Terceira Divisão, a diretoria do Vitória agora se prepara para a temporada de 2022. Em entrevista coletiva concedida por Fábio Mota na manhã desta sexta-feira, o presidente interino tocou em pontos importantes desse planejamento: demissões, elenco, treinador, receitas, e muito mais.

As primeiras declarações de Fábio Mota foram sobre dinheiro. O gestor rubro-negro confirmou que houve uma suplementação orçamentária aprovada na noite da última quinta-feira. A estimativa é de que o orçamento do clube seja de R$ 27 milhões em 2022. Para chegar lá, vai ser preciso cortar 50% das despesas na Toca do Leão.- De acordo com a redução do orçamento, vamos ter que fazer uma redução de custo. A estrutura do clube hoje é muito cara, custa cerca de R$ 3,5 milhões. A partir do próximo ano, não temos frente para montar a estrutura desse jeito. Daí o que nós fizemos dentro desse plano foi uma série de ações, inclusive demissão, o que nos deixa muito tristes, de pessoas que estão aqui há muito tempo prestando serviço ao clube, agradecemos, mas as circunstâncias fazem com que a gente faça um corte em nossa folha, de um clube como o todo, de 50% – completou o dirigente.

​A redução de receitas já causa impacto nos planos da próxima temporada. De acordo com Fábio Mota, o técnico Wagner Lopes não vai continuar na Toca do Leão, porque não está “dentro da realidade do clube”. Ele evitou falar em nomes na mira do Rubro-Negro, mas indicou que Ricardo Amadeu pode ser uma “solução caseira” para o comandar o time em 2022.

No que diz respeito ao elenco, o plano é usar a base e buscar contratações com experiência na Terceira Divisão. Dos jogadores que defenderam o Vitória em 2021 e estão em fim de contrato, só Dinei e João Pedro vão seguir na Toca. O volante já teve os direitos adquiridos, e o atacante, que se recupera de lesão, está em negociação com o clube. – Nós estamos no mercado e estamos tentando contratar em cima dessas ações e dessa análise de desempenho. Temos um elenco muito jovem, que é do clube, prata da casa. O perfil de contratação do Vitória são jogadores experientes, que já têm experiência na Série C, que tenham relação, jogado, adaptado à Série C, para que a gente possa mesclar esses jogadores experientes com a nossa juventude, para, assim, sairmos da Série C rápido e voltarmos para a Série B – comentou Fábio.

SAÍDAS

​​Ao ser questionado sobre possíveis saídas de jogadores, o presidente interino disse ter recebido uma proposta por Samuel, mas o valor de R$ 2 milhões por 50% dos direitos do jogador não agradou ao clube. Fábio Mota disse ainda que outros atletas foram alvo de sondagens e que vender jogadores é o principal recurso para levantar dinheiro para 2022.

– Precisamos captar, precisamos de recursos. Estamos trabalhando nisso. Tem várias sondagens por diversos jogadores do clube. Temos que lembrar que precisamos valorizar nossa base. Não é pelo fato de o Vitória estar passando por um momento difícil financeiro que pode sair vendendo por qualquer preço. Tem consequência disso. Oficialmente não tem nenhuma proposta por jogador. Várias sondagens, mas proposta não tem nenhuma – afirmou.

Fonte – Globo Esporte

Foto: Rafael Teles

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *