Publicidade
Publicidade

Vitória pode deixar Z-4 diante do Remo e começar nova escalada na Série B

Compartilhe este Post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Há seis rodadas na zona de rebaixamento da Série B, o Vitória pode, no duelo de hoje diante do Remo no Barradão em Salvador deixar as últimas posições da competição. Para isso, vai precisar manter a boa fase, que dura seis jogos sem perder na competição, e torcer por tropeço do Vila Nova, time que vem logo acima e tem os mesmos 23 pontos.

Por isso, o Rubro-Negro trata como fundamental o jogo hoje contra o Remo, no Barradão. A equipe paraense também é um rival direto na luta contra o rebaixamento, já que tem apenas quatro pontos a mais. Em entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira, Wagner Lopes avaliou o adversário e a sequência positiva da equipe.- É um jogo muito importante, de três pontos, em casa, um jogo em que é um adversário direto, que está acima de nós. Então, todos os jogos são de extrema importância. Ainda mais jogo em casa. A gente respeita muito o time do Remo, o Felipe é um grande amigo, um cara muito competente. Acho que vai ser um jogo muito difícil. É um jogo muito importante para nós – afirma.- Acredito que essa sequência já dura cinco jogos. Quando tem uma crise do tamanho que nós temos, o primeiro ponto é não perder, é estabilidade, você estabilizar a equipe. A melhor forma de estabilizar é não tomar gols. Quando você não toma gols ou quando você empata, você pontua. Esse é o primeiro ponto. Conseguimos três empates e duas vitórias. Acredito que é muito positivo. Nosso ambiente é muito bom. A gente conseguiu um ambiente leve, amigável, todo mundo com muita disposição para trabalhar. A gente está se unindo cada vez mais – continua.

Na entrevista, Wagner Lopes não confirmou o time titular. Para esse jogo, ele tem o retorno de Roberto, que cumpriu a suspensão na última rodada e existe dúvida em relação ao zagueiro que vai fazer dupla com Wallace. Mateus Moraes, autor do gol do time no último jogo quando jogou improvisado na lateral, é o mais cotado.- Tenho muitas dúvidas com relação ao time do Remo. Não sei se o Gedoz vem de falso 9, não sei se o Matheus Oliveira vem do lado ou se vem Rafinha ou se vem Jeferson. Pode ser que o Arthur venha por dentro junto com o Lucas Siqueira, o Anderson Uchoa fazendo primeiro volante. Como a gente não tem a escalação dos caras, te peço desculpa, mas treinamos as duas situações. Qualquer um dos atletas que a gente escolher, tenho certeza que vai representar muito bem o Vitória – disse.

Wagner Lopes também comentou como tem sido o trabalho nos últimos dias. O Rubro-Negro busca também melhorar o aproveitamento no ataque. O Vitória tem 17 gols em 22 jogos na competição, um dos piores rendimentos entre todos os times.

– Gostei sim (do aproveitamento durante a semana). Tivemos bons treinos, tanto de finalização quanto de transição defensiva, transição ofensiva. Um capricho maior, um esmero maior para finalizar melhor. Gostei do aproveitamento. Espero que consigamos repetir isso na partida contra o Remo.

O Vitória enfrenta o Remo às 19h (horário de Brasília) de hoje no Barradão.

Fonte – Globo Esporte

Foto – Pietro Carpi/ECV

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *