Publicidade

Jiu-jítsu feirense é destaque em evento sul-americano

Compartilhe este Post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Seis atletas da equipe Grace Barra, estiveram representando Feira de Santana na disputa do Campeonato Sul-americano de Jiu-Jitsu, competição realizada de 19 a 22 de agosto, na Arena Poliesportiva Coronel Wenceslau Malta, no Parque Olímpico da Vila Militar Deodoro, Rio de Janeiro. A competição contou a chancela da Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu (CBJJ).

Dos seis atletas que representaram a equipe Grace Barra, núcleo Feira de Santana na competição internacional, quatro deles subiram ao pódio. Milena Galvão (terceira colocada peso meio-pesado adulto), Maria Luiza (vice-campeã juvenil-1 peso pena), Pamela Caetano (campeã peso médio adulto) e Bruno Soares (vice-campeão peso pena master). Já os atletas Mailon Rocha e Eduardo Vital foram parados nas quartas de finais.

Em entrevista a reportagem do jornal Folha do Estado, o atleta Bruno Soares (vice-campeão peso pena master) contou sobre a conquista da medalha na estreia do lutador em competição. “Primeiro é tudo novo pra mim, entrei para o jiu-jitsu em abril, ou seja, são pouco mais de 4 meses. Decidi treinar artes marciais, especificamente o jiu-jitsu, e fui me informar qual a melhor academia para começar a treinar, fui parar na Gracie Barra. Os dias foram passando, semanas, quando me deparei estava apaixonado pela arte suave. Passei a ficar focado, treinando muito arduamente de 2 a 3 vezes por dia e aos finais de semana. Pela busca da melhor preparação, passei a ter auxílios com nutricionista, treinamentos específicos além do trabalho de fisioterapia. E graças a Deus consegui trazer uma medalha para minha equipe e para minha cidade. Gostaria de agradecer o apoio da MS Net Brasil, Fenda 75, Império Laticínios e Frios. Gostaria de expressar minha gratidão aos meus professores Samuel Carvalho, Orlando Júnior, Afonso Neto, Paulo Japa, Caio Jardim, Valnei Valadao, sem eles nada seria possível, Osss”.

Quem também fez bonito foi a atleta Milena Galvão que faturou o terceiro lugar na categoria meio-pesado adulto. “Fiz duas lutas na categoria meio-pesado, na primeira eu ganhei com uma finalização (arm lock) na outra ficou empatado, porém o juiz deu a vitória para minha adversaria. Já no absoluto minha adversaria não quis lutar, na segunda luta acabei perdendo nos pontos. Foram lutas duríssimas eu subi de categoria então pra mim foi um pouco diferente. Ainda mais que estava vindo de lesão na lombar e no joelho, isso me deixou um pouco sem confiança, mas graças a Deus consegui dar o meu máximo e ajudar a minha equipe a conquistar mais um pódio. Agora é trabalhar para as próximas competições”, disse.

 Outro destaque foi a jovem Pamela Caetano que garantiu o título de campeã na categoria peso médio adulto. “Todo o trabalho que tivemos principalmente nos últimos 40 dias, quando decidimos ir competir, trouxe o resultado tanto para mim como para outros competidores da academia. Foram dias difíceis! a gente acaba abrindo mão de muitas coisas, muitas vezes fui treinar machucada, mas com toda certeza a ansiedade é o que mais atrapalha, quando entrei no ginásio pensei “o que eu estou fazendo aqui?” nunca mais quero isso, não vale a pena os machucados, o cansaço, a ansiedade. Mas quando você entra no tatame, muda tudo! vale a pena sim!!! mesmo o processo sendo difícil é incrível também e trouxe o resultado que eu queria. Quando acaba você já está pensando em outra! A felicidade de quando você consegue receber a medalha por tudo o que foi trabalhado é inexplicável. Abracei o sensei Samuel ele me perguntou se eu estava feliz, me deu um abraço e a gente chorou. Porque ele fez por mim todos os dias, e eu consegui retribuir. Mostrando que todo o trabalho dele comigo trouxe o resultado que a gente foi buscar. Então meu sentimento é de gratidão a todos! Sensei Samuel, prof. Orlando Junior e todos que treinaram comigo. Já estamos nos preparando para a próxima”.

E fechando o quadro de medalhas para a equipe Grace Barra, a atleta Maria Luiza sagrou-se vice-campeã juvenil-1 peso pena. “Então o sul americano foi a minha primeira competição de jiu-jitsu, de tudo na verdade, até porque eu nunca havia competido nada, e o que tenho para dizer é que eu estou muito feliz. Satisfeita e grata por todos que me apoiaram e que estão mim apoiando nessa nova caminhada. Sério, parece que a alguns meses atrás eu era outra pessoa, eu era muito fresca (sorriu), nem gostava muito de abraço, nem suor nem nada, eu era um pouco insegura também e isso é uma das coisas que o jiu-jitsu vem me moldando e me melhorando, a minha relação com a minha família mudou também. E o melhor de tudo é que cada vez mais eu venho me aproximando de Deus. Sou grata a Deus por ter me colocado no lugar certo, na hora certa e por ter me presenteado com pessoas tão especiais, sou grata a minha família por ter me apoiado tanto nessa nova aventura, aos meus professores por tanto ensinamento, meus colegas de treino e aos meus amigos, porque sem eles nada disso seria possível”.

Agora os atletas se preparam para a disputa do Norte/Nordeste que será realizado em Aracaju entre os dias 11 e 12 setembro. Logo após disputarão o Campeonato Brasileiro que será realizado nos dias 25 de setembro a 3 de outubro, no Rio de Janeiro.

Matéria de Sidnei Campos

Foto – Divulgação

Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.