Publicidade
Publicidade
Publicidade

INTERLAGOS: Lewis Hamilton, da Mercedes, venceu o Grande Prêmio de São Paulo de Fórmula

Compartilhe este Post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Lewis Hamilton, da Mercedes, venceu o Grande Prêmio de São Paulo de Fórmula 1 de maneira espetacular na tarde deste domingo (14) no Autódromo de Interlagos.   Max Verstappen, da Red Bull, perdeu a liderança para o rival a 12 voltas do fim e cruzou a linha de chegada em segundo, resultado que diminuiu a diferença do holandês na liderança do Mundial para 14 pontos a três corridas do fim da temporada (332,5 a 318,5). Valtteri Bottas (Mercedes), que foi pole, ficou em terceiro e completou o pódio.

A corrida concluiu uma cobertura histórica que começou às 8h dentro do Show do Esporte com bastidores de Interlagos e convidados especiais e continuou com a repercussão após a festa do pódio. 

O top 10 em Interlagos foi fechado por Sergio Pérez (Red Bull), Charles Leclerc (Ferrari), Carlos Sainz (Ferrari), Pierre Gasly (AlphaTauri), Esteban Ocon (Alpine), Fernando Alonso (Alpine) e Lando Norris (McLaren). Confira abaixo os destaques da prova!

A corrida em Interlagos não poderia ter começado melhor para a equipe taurina. Pole, Valtteri Bottas (Mercedes) foi ultrapassado por Verstappen e algumas curvas depois por Sergio Pérez, que pulou de quarto para segundo. Mais atrás no grid, Norris, em quinto, tentou passar Sainz, tocou no ferrarista, furou o pneu e caiu para último.

Depois de brilhar na corrida sprint de sábado, quando largou em último e terminou em quinto, o heptacampeão do mundo mais uma vez esteve “on fire”. Ele saiu em décimo (após perder cinco posições por trocar peças do motor), mas na segunda volta já era sexto. Na sequência, deixou as Ferraris para trás e o colega Bottas para ser o terceiro na volta 5.

A entrada de um safety car após toque de Yuki Tsunoda (AlphaTauri) em Lance Stroll (Aston Martin) e outro virtual após acidente envolvendo Mick Schumacher (Haas) colocou Hamilton de vez nas colas das Red Bulls. O inglês passou Pérez na volta 18, mas o mexicano deu o troco por fora em um embate impressionante. No giro seguinte, porém, o piloto da Mercedes voltou a ultrapassar e consolidou o segundo lugar. 

Chegou o momento tão esperado – e Hamilton partiu à caça de Verstappen. O inglês parou primeiro, na volta 27, e o holandês logo em seguida – ambos colocaram pneus duros. Com um ritmo melhor, o heptacampeão ensaiou uma aproximação e reduziu a diferença para menos de um segundo na volta 32. Mais atrás, Bottas voltou à frente de Pérez após as paradas. 

A corrida continuou tensa, com Verstappen e Hamilton revezando os melhores tempos. Para evitar o chamado undercut, o holandês voltou ao box primeiro, na volta 41, com o inglês parando na 43. Cinco giros depois, o heptacampeão chegou a ultrapassar o rival da Red Bull, que fechou a porta e os dois foram para fora da pista. Hamilton ficou na bronca, mas não houve punição ao líder do campeonato pela manobra. 

O heptacampeão, que havia dito no sábado que “o jogo não acabou”, levou a escrita para a pista de Interlagos e manteve uma perseguição alucinante a Verstappen que terminou na volta 59 das 71 previstas. Hamilton colocou de lado na reta oposta e não largou mais a ponta até receber a bandeirada da campeã olímpica Rebeca Andrade. Em seguida, pegou a bandeira do Brasil e emocionou Interlagos repetindo o gesto do tricampeão mundial Ayrton Senna, de quem é fã incondicional. 

Não vai nem precisar sentir saudades! A Fórmula 1 já prepara as malas para o inédito Grande Prêmio do Catar, que rola no próximo final de semana nos dias 19, 20 e 21 com mais uma cobertura especial do Grupo Bandeirantes de Comunicação. Não perca!

Fonte: UOL Foto: divulgação Fórmula 1

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *