Publicidade
Publicidade

Moacir Cerqueira aos 82 anos segue firme trabalhando pelo esporte feirense

Compartilhe este Post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O esporte amador em Feira de Santana é um dos mais fortes do interior da Bahia e uma prova disso é a sua rica história marcada por diversos acontecimentos protagonizados por personagens que contribuíram para a sua construção, como o empresário Moacir Costa Cerqueira, 82 anos, que há mais de 50 anos desenvolve uma série de ações em prol do futebol amador.

Egresso da capital baiana, porém nascido na cidade de Mundo Novo na Chapada Diamantina, Moacir conta que ainda nos anos 50 quando estudava começou a se envolver com o esporte, a ponto de ter sido atleta juvenil do Leônico, onde atuou como goleiro, mas já no começo dos anos 60 acabou vindo para Feira de Santana, onde se estabeleceu como comerciante. O amor pelo esporte continuava vivo e no meio onde trabalhava começou a se relacionar com outros profissionais que eram desportistas e desta forma começou a sua vida no esporte feirense. “Descobriram que eu jogava bola e assim fui para no Flamengo amador, onde fui goleiro e me enraizei: depois foi diretor e cheguei a ser presidente do clube. Defendia a minha bandeira é bem verdade, porém sempre fui bem relacionado com todo mundo e foi assim que cheguei à Liga Feirense de Desportos (LFD)”, recorda Moacir Cerqueira.

Nessa época de acordo com o dirigente, o esporte feirense viveu o seu grande momento não só marcado pelas conquistas, mas por disputadas ferrenhas, competições de alto nível e principalmente a revelação de atletas, jogadores e dirigentes. “Quantos desses não serviram ao esporte profissional? Foram vários, Feira tinha um esporte amador pujante e a prova disso é que a cidade dominava os Jogos Abertos do Interior. Nós tínhamos um campeonato amador muito forte, um momento ímpar para o nosso esporte”, recorda Moacir Cerqueira.

O auge neste período foram as participações de Feira de Santana no Intermunicipal com três conquistas 1973; 1976 e 1978. Outro importante fato que teve participação direta de Moacir Cerqueira foi no processo de soerguimento do Bahia de Feira.

O Tremendão é o filiado mais antigo da Liga Feirense de Desportos, já que foi fundado em 1937 e que passou por um momento muito difícil. Moacir Cerqueira, a frente da LFD com o apoio de alguns amigos e alguns adeptos do Bahia de Feira, conseguiram reerguer o time para a categoria amador. Após essa situação, Laércio Pimenta assumiu três mandatos a frente do Tremendão, em seguida veio Solon Ribeiro que assumiu a presidência. O clube se transformou em empresa e foi nesse período em que o empresário Jodilton Souza, através do Grupo Nobre, adquiriu 75% das ações assumindo o controle do clube que passou a ser mais um “braço” do projeto envolvendo o conglomerado de instituições comandadas pelo empresário.

COPA DE BAIRROS

O trabalho efetivo de Moacir Cerqueira lhe rendeu o convite para assumir a Secretaria de Cultura Esporte e Lazer, entre 1993 e 1995 na administração do então prefeito João Durval Carneiro. O grande marco foi a criação da Copa de Bairros e da Copa Interdistrital. “O futebol estava espalhado pelos bairros da cidade. Em muitos locais, aos poucos foram surgindo competições que ao longo do tempo se consolidaram e na época a nossa ideia era unir a cidade de ponta a ponta com a Copa de Bairros, reunindo os principais times de cada bairro. Foi um grande sucesso e a ideia ficou cravada. Tanto que anos mais tarde a competição foi resgatada na gestão do prefeito José Ronaldo de Carvalho, através do diretor de Esportes Almir Pinto”, conta.   

Mesmo sem ocupar cargos efetivos, Moacir Cerqueira sempre esteve participando da vida do esporte amador feirense. “A gente não deixa de se preocupar de procurar ajudar naquilo que for necessário. Hoje já não tenho mais a energia, a vitalidade de antes para estar a frente, mas naquilo que eu puder fazer para ajudar, eu faço mesmo porque me sinto bem contribuindo com o esporte da cidade onde me estabeleci, constitui família e definitivamente finquei raízes”, declarou Moacir Cerqueira.

E quem pensa que Moacir Cerqueira vai parar, está enganado: a aposentadoria está longe de acontecer porque ele foi eleito como um dos vice-presidentes da Liga Feirense de Desportos na  chapa encabeçada por Carlão Batista. “Eu espero ajudar o Carlão naquilo que ele precisar em termos de conselhos, de orientação. Ele tem belas ideias, projetos interessantes e eu espero poder somar com ele nessa caminhada difícil porque nosso esporte amador não vive um bom momento, mas acredito que com a união de todos podemos mudar esta situação”, destacou Moacir Cerqueira.

Por Cristiano Alves

Com informações de Miro Nascimento

Foto – Uefs

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *