Publicidade
Publicidade

1ª etapa do Campeonato Baiano de Tiro Prático  terá recorde de participantes

Compartilhe este Post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

No próximo sábado (26) Feira de Santana sediará a 1ª etapa do Campeonato Baiano de Tiro Prático, que acontecerá no Clube IPSC Carcarás e contará com a participação de 170 atletas dos Estados de Bahia e Sergipe. Será a terceira vez que a cidade receberá uma competição deste porte, que de acordo com os seus organizadores terá um número considerado recorde de participantes. Essa modalidade surgiu nos anos 50 nos Estados Unidos e ao longo do tempo vem se difundido, sendo praticada atualmente em mais de 90 países espalhados pelo mundo.

Diz a história que inicialmente, as provas eram uma mistura de desafios que envolviam sacar a arma rapidamente, vencer ou contornar obstáculos de modo a poder visualizar os alvos. Em 1976 foi fundada a IPSC (International Practical Shooting Confederation) por representantes de nove países onde o esporte começava a se popularizar. O Coronel Americano Jeff Cooper (falecido em 2006), que é considerado como o “pai” do esporte, eleito como primeiro presidente da IPSC. Neste evento, conhecido como “Conferência de Columbia”, foi dado início a criação de um corpo administrativo e ao processo de padronização e divulgação das regras.

De acordo com o presidente do IPSC Carcarás, Álvaro Ferreira Neto, a modalidade é considerada como sendo dinâmica e desafiadora. “O esportista tem que por em prática habilidades como a velocidade e a precisão, utilizando armas com potência ajustadas ao regulamento. Além de o atleta ter que se movimentar muito, a distância e as configurações de cada pista são sempre diferentes. Isso requer muito treinamento e na competição em si, muita concentração para que os objetivos sejam alcançados”, destacou o dirigente.

O Tiro Esportivo é praticado em Feira de Santana há quase 30 anos. “Começou com o meu pai que em 1994 fundou a Associação Feirense de Tiro, depois veio o Clube Feirense de Tiro e em 2011 foi fundado o IPSC Carcará que vem se destacando na difusão desta prática que para nós é meramente esportiva. Temos obtido posições interessantes no ranking baiano e brasileiro, de forma que temos assim uma grande expectativa com relação à competição do próximo final de semana”, afirma Álvaro Neto.

QUEM PRATICA

Os praticantes do tiro esportivo não necessariamente precisam ser pessoas oriundas do militarismo. “O esporte é regulamentado pelo Exército Brasileiro que fiscaliza os clubes de tiro e os praticantes, que no nosso caso, a maioria dos participantes são civis. Para praticar é necessário estar filiado a um clube de tiro autorizado pelo Exercito Brasileiro, passar pelo exame psicológico e também pelo teste de aptidão realizado com profissionais credenciados pela Polícia Federal”, explica Álvaro Neto.

Para se tornar um atleta de tiro, o interessado tem que passar por uma série de situações que são acompanhadas pelo clube passo a passo. “O postulante precisar ter bons antecedentes, seja, ter ‘ficha limpa’; precisa passar por uma análise social, um psico-teste para ver as suas habilidades e por aí vai. É todo um processo que exige da pessoa paciência e acima de tudo perseverança. Hoje o Tiro Esportivo tem crescido muito e com certeza a tendência é seguir crescendo cada vez mais”, avaliou o dirigente.  

Por Cristiano Alves

Foto – Mário Sepúlveda

Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.