Publicidade
Publicidade

Samuel tem visto japonês negado e atrasa negociação do Vitória

Compartilhe este Post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A concretização da venda de Samuel para o futebol japonês atrasou por um motivo bem específico. Com as negociações finalizadas desde dezembro, o Vitória não pôde confirmar a venda porque o visto do atacante foi negado por Samuel não ter tomado a segunda dose da vacina contra a Covid-19. O processo para a retirada do visto, então, teve que ser reiniciado após a vacinação do atleta com a segunda dose, que ocorreu somente na terça-feira desta semana.

A informação foi revelada pelo diretor de patrimônio do Vitória, Djalma Abreu, em entrevista à Rádio Salvador FM. De acordo com ele, este foi o motivo do atraso da negociação. O Vitória venderá 51% dos direitos econômicos do atacante por cerca de 500 mil dólares.- Infelizmente o visto já era para ter saído, mas parece brincadeira, Samuel teve o visto negado em função dele não ter tomado a segunda dose da vacina. É brincadeira. Estamos voltando à estaca zero. Isso atrasou um pouco o carimbo do visto de Samuel – afirmou.

A venda de Samuel tem sido aguardada com ansiedade na Toca do Leão em virtude dos problemas financeiros enfrentados pelo Vitória. Além das dívidas com atletas, o Leão precisa quitar o saldo envolvendo Walter Bou para se livrar a punição imposta pela Fifa.

– Tem algumas pendências, que seja trabalhista, que seja negociações anteriores, que com certeza esse dinheiro irá para conseguir sanar essas negociações – acrescentou Djalma Abreu.

Fonte – Globo Esporte

Pietro Carpi/EC Vitória

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *