Publicidade

Médico do Bahia explica estado de feridos em ataque

Compartilhe este Post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O goleiro Danilo Fernandes (foto) vai passar a noite em observação em um hospital de Salvador após ser atingido por estilhaços de vidro em um ataque ao ônibus do Bahia, na noite desta quinta-feira. O veículo com a delegação tricolor foi atingido por uma bomba quando chegava à Arena Fonte Nova para a partida contra o Sampaio Corrêa. Além de Danilo, Matheus Bahia também ficou ferido.

Rafael Garcia, médico do Bahia, explica que Danilo teve múltiplos ferimentos na face, no pescoço e nos membros inferiores, que precisaram ser suturados. O goleiro vai ficar em observação para exames complementares e avaliação de um oftalmologista.

– Danilo foi o jogador mais atingido. Ele tinha lesões tanto nos membros inferiores, nas duas pernas, como em face e tórax. Por essa gravidade das lesões, a gente optou por levar ao hospital para uma investigação maior das lesões, com alguns exames complementares. Ele está bem, não teve nenhuma lesão grave, porém passará a noite no hospital para o resultado de alguns exames e observação.

Sobre Matheus Bahia, o médico avalia que o lateral se queixou de irritação nos olhos após ser atingido por estilhaços e, por isso, ficou fora do jogo desta noite.

– Matheus também foi atingido por estilhaços, pedaços de vidro pegaram no tórax e membro superior. E poucas coisas da face. Mas, por apresentar uma irritação ocular, a gente achou por bem, junto com a comissão, afastá-lo do jogo.

Marcelo Cirino também ficou ausente do jogo, mas não chegou a ser atingido por estilhaços. O atacante estava próximo do local em que houve o impacto da bomba e ficou abalado com o ataque.

– Cirino estava muito próximo do local que houve o impacto. E foi o jogador que estava mais abalado psicologicamente por esse atentado – conta o médico do Bahia.

Até a publicação da matéria, nenhum suspeito do ataque foi preso ou identificado. O governador da Bahia, Rui Costa, e o prefeito de Salvador, Bruno Reis, cobraram apuração imediata do episódio. Já a Polícia Civil vai coletar imagens de câmeras para identificar os suspeitos.

Fonte – Globo Esporte

Foto: Arquivo pessoal

Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.