Publicidade

Compartilhe este Post

Depois de demonstrar, por diversas vezes, entusiasmo com a ideia de realizar a Copa do Mundo a cada dois anos, o presidente da Fifa, Gianni Infantino, afirmou, ontem (31), que entidade não fez essa proposta.  “O último Congresso da Fifa passou por uma votação, com 88% de votos, a favor de estudar a viabilidade da Copa do Mundo a cada dois anos. A administração da Fifa, sob a liderança do [ex-técnico do Arsenal] Arsene [Wenger], então iniciou um estudo de viabilidade… A Fifa não propôs. Concluiu que é viável, que teria algumas repercussões e impactos”, disse, durante o Congresso da Fifa no Catar, país em que será realizado o mundial deste ano.  

Segundo Infantino, haverá, a partir de agora, uma fase de consulta e discussão. “O último Congresso da Fifa passou uma votação, com 88% de votos, a favor de estudar a viabilidade da Copa do Mundo a cada dois anos”. “A administração da Fifa, sob a liderança do [ex-técnico do Arsenal] Arsene [Wenger], então iniciou um estudo de viabilidade… A Fifa não propôs. Concluiu que é viável, que teria algumas repercussões e impactos”, pontuou. 

Organizada pelo sindicato global de jogadores da Federação Internacional de Jogadores de Futebol (FiFPro), uma pesquisa realizada em fevereiro, com mil jogadores profissionais de futebol, apontou que três quartos deles desejam manter a Copa do Mundo a cada quatro anos. 

Fonte – BN

Foto – FIFA

Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.