Publicidade

Bahia de Feira enfrenta um “calouro” na sequência da Série D

Compartilhe este Post

O Bahia de Feira pela primeira vez avançou para a segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro e enfrenta agora o Costa Rica, clube do Mato Grosso do Sul que é sediado na cidade de Costa Rica. O município fica, a 330 quilômetros da capital Campo Grande, na região nordeste do Estado, divisa com o Mato Grosso e Goiás É a Capital Estadual do Algodão e dos Esportes de Aventura, pois possui um grande potencial turístico em exploração. Mesmo tendo pouco mais de 21 mil habitantes, está inserida nas 100 cidades mais promissoras do Brasil, podendo tornar-se, em breve, um polo regional turístico.

O Costa Rica Esporte Clube (CREC), também conhecido como CREC, ou Cobra do Norte, é o clube da cidade fundado no dia 2 de dezembro de 2004, sendo um dos clubes mais jovens do Mato Grosso do Sul. Suas cores do uniforme são azul e branco e seu mascote é a Cobra.

O CREC subiu para a primeira divisão do estadual em 2007, e teve como melhor momento 2021, quando conquistou o título estadual, o que lhe rendeu a primeira participação na Série D nacional.

O time ficou no Grupo A-5 com times como Brasiliense e Ceilândia/DF; Anápolis. Iporá e Grêmio Anápolis/GO; Operário VG e Ação/MT e se classificou na 3ª posição da chave com 21 pontos ganhos frutos de 6 triunfos, 3 empates e 5 derrotas em 14 partidas disputadas. Marcou 14 gols, sofreu 13 ficando com o saldo positivo de um gol. Na última partida da fase classificatória jogando no Estádio Laerte Paes Coelho, o Laertão, por 3 x 0 para o Ceilândia/DF, mas já estava classificado antecipadamente por ter uma pontuação que não seroa mais alcançada pelos concorrentes.

HISTÓRICO NA SÉRIE D

Não é a primeira vez que times do Mato Grosso do Sul encaram equipes feirenses pela Série D. Em 2016, coincidentemente na 2ª fase da competição o Fluminense de Feira encarou o Sete de Setembro, da cidade de Dourados e se deu bem vencendo os dois jogos eliminatórios, ambos por 2 x 0, sendo que o primeiro duelo foi no Estádio Joia da Princesa e o segundo no Estádio Fredis Saldivar. Naquela ocasião o Sete tinha feito melhor campanha e por isso o segundo jogo foi em seus domínios.

Como o Bahia de Feira fez melhor campanha jogará no próximo final de semana em Costa Rica e na semana seguinte faz o jogo decisivo na Arena Cajueiro. A exemplo do que acontece na Copa do Brasil, o sistema eliminatório na Série D seguirá os mesmos moldes: o placar agregado é que define o clube classificado. Caso igualdade de placares nos dois jogos, o classificado será conhecido através de cobranças de penalidades máximas.

O vencedor do confronto entre Bahia de Feira e Cista Rica enfrentará o vencedor do confronto entre São Bernardo/SP e Azuris/PR na sequência da Série D.

Por Cristiano Alves

Foto – Thiago Félix/Nova Venécia

Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.