Publicidade
Publicidade
Publicidade

Laudos de estádios são prioridade para clubes da Segundona Baiana

Compartilhe este Post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Um dos defensores da mudança do formato da 2ª divisão do Campeonato Baiano é o conselheiro do Fluminense de Feira, José Francisco Pinto, o Zé Chico e com a confirmação da alteração, o ex-presidente do Touro do Sertão acredita que ainda tem muito o que ser feito, como a confirmação de 10 times na Série B e a atualização dos laudos técnicos dos estádios onde serão disputados os jogos.

Zé Chico comemorou a decisão dos clubes e enalteceu o fortalecimento do futebol. “Nós temos que parar de olhar para o ‘próprio umbigo’ e começar a ver o futebol no seu todo. O acesso de dois clubes cria boa perspectiva, mas é preciso a gente entender que essa decisão precisa ser concretizada com uma boa participação de clubes. Muitos já procuraram a FBF, mas isso somente não basta. Ter estádios em condições é um fator primordial inclusive para a geração de receitas”, afirma.

O desportista lembra da situação vivida por alguns clubes esse ano que tiveram problemas com os seus respectivos estádios. “Camaçari e Camaçariense, por exemplo tiveram que jogar em Salvador e Feira de Santana; o Canaã esse não disputou, porém já houveram problemas em Irecê e ele teve que jogar em outra praça; o Grapiúna teve que jogar em Ilhéus. Não sabemos, por exemplo como estão os estádios de Catu, de Guanambi, de Itabuna (foto) e tudo isso precisa ser devidamente analisado até mesmo para o planejamento estratégico de cada time”, ressaltou Zé Chico.

O ex-presidente do Fluminense tem mantido conversas com outros dirigentes articulando decisões que possam fortalecer o futebol baiano. “Hoje se tem um grupo no WhatsApp, onde me nomearam como administrador e conversamos bastante sobre tudo. Depois de tomarmos conhecimento da decisão dos clubes, já buscamos alertar no nosso grupo de conversa para a necessidade dos dirigentes buscarem junto às suas prefeituras verificar a situação dos seus estádios e buscar ter os laudos atualizados para não correrem problemas de clubes que não podem jogar em suas cidades porque suas praças estão com pendências. Quem tem interesse em disputar a hora é essa de partir para o trabalho”, afirmou

Por Cristiano Alves com informações de Miro Nascimento

Foto – Prefeitura de Itabuna

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *