Publicidade
Publicidade
Publicidade

Conquista ilheense “engorda” currículo do “Rei do Acesso”

Compartilhe este Post

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A ascensão do Barcelona de Ilhéus á elite do futebol baiano foi mais uma conquista que “engorda” o currículo do treinador Paulo Salles, que chegou na reta final da 2ª divisão e levantou o moral dos atletas a ponto de partirem para a inédita conquista da agremiação que tem dois anos de existência, mas para o seu comandante técnico é mais uma prova de que ele realmente é especialista em 2ª divisão.

Em pouco mais de 10 anos foram 10 finais e destas, por 7 vezes Salles levantou o título.  Ele já havia conquistado os acessos com o Madre de Deus em 2008, depois Juazeirense em 2011, Fluminense de Feira em 2015, Jacobina em 2014 e Jequié em 2017. Neste último ano, depois do Jipão, ele também subiu de divisão em Santa Catarina, comandando o Hercílio Luz. “É um momento muito legal porque a gente vê o resultado do nosso trabalho concretizado em uma competição que é sempre difícil porque dependendo do time que se pega para trabalhar tem o peso da responsabilidade, seja por tradição ou por investimento. O Barcelona tinha a questão do investimento e quando cheguei encontrei um grupo cabisbaixo por sentir o peso desta responsabilidade. Porém conseguimos reverter esse quadro e fizemos um grande trabalho corado com esta conquista”, ressaltou.

No primeiro jogo em Senhor do Bonfim, o Barcelona perdeu por 1 x 0 e na partida de volta em Ilhéus venceu por 3 x 0. “O foco foi o segredo porque embora tivéssemos perdido a primeira partida e jogado um futebol aquém do que se esperava, não ‘jogamos a toalha’ e acreditamos até o fim. O equilíbrio em casa foi outro fator também que nos favoreceu nessa conquista”, ressaltou Salles.

OS MAIS IMPORTANTES

Neste “rosário” de acessos, dois em especial são lembrados com muito carinho por Paulo Salles: o Jequié em 2017 e o Fluminense de Feira em 2015. O de 2017 o técnico considera o mais importante da sua carreira. “Sou filho de Jequié, joguei por grandes clubes do Brasil e devia isso a minha cidade. Tínhamos um peso grande de responsabilidade nas costas, mas fizemos uma campanha maravilhosa e levantar aquele título foi assim um momento que me emocionou demais”, lembra.

Em 2015, o Fluminense de Feira não foi campeão da 2ª divisão, porém Paulo Salles lembra com muito carinho aquela campanha com o Touro do Sertão. “Naquele ano tivemos por parte dos dirigentes, principalmente do Zé Chico e do Luizinho Paolilo, todas as condições de fazer um grande trabalho. O Fluminense vinha de um insucesso no ano anterior o que aumentou demais a responsabilidade, mas eles me deixaram tranquilo ‘não queremos o título. Queremos é subir o Fluminense’. Eles me disseram isso e fomos para a luta. Até hoje me lembro do Joia da Princesa com um grande público, o maior que eu vi na minha vida em Feira de Santana, naquela partida contra o Atlético de Alagoinhas que vencemos e o clube voltou a elite”, afirma.

Outro fator que realçou o acesso para Salles foi a história do Fluminense. “O Fluminense tem uma grande importância inclusive no aspecto nacional e ele tem feitos que até hoje nenhum outro clube do interior alcançou e por isso para mim foi tão importante comandar o time naquele acesso. A força e principalmente a torcida que o Fluminense tem não podem ser menosprezadas e por isso torço para que no ano que vem se monte um grande projeto para que o Fluminense volte porque o lugar dele não é a 2ª divisão não”, declarou.

FUTURO

Para Paulo Salles, no momento a 2ª divisão baiana é a mais difícil do Brasil. “É o único Estado em que se cai um clube e sobe um, ou seja, quem está na 2ª divisão tem que ganhar. Infelizmente essa regra, aliada ao momento que estamos vivendo por conta pandemia complica muito as coisas e poderia, por exemplo se ter mais equipes disputando. Hoje com esta condição, os dirigentes ficam receosos de investirem e não dar certo o projeto. O ideal são dois clubes caindo, dois subindo. Isso vai ‘oxigenar’ o nosso futebol com novos investimentos, novos projetos, revelação de novos valores”, comenta.

Quanto ao seu próprio futuro no Barcelona, Salles prefere manter a cautela. “Nada me foi dito ainda. Vamos descansar uns dias e depois pensar com calma no que fazer, ver o que nos espera para o ano que vem”, afirmou.

Por Cristiano Alves com informações de Miro Nascimento

Foto – Arquivo Pessoal

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Posts Relacionados

16 respostas

  1. Pretty component to content. I just stumbled upon your site and in accession capital to say that I get in fact loved account your weblog posts. Any way I’ll be subscribing in your augment and even I achievement you get admission to consistently quickly.

  2. I truly love your website.. Very nice colors & theme.

    Did you develop this website yourself? Please reply back as I’m trying to create my very own blog and would like
    to learn where you got this from or just what the theme is
    called. Appreciate it!

  3. Right here is the perfect web site for anyone
    who wants to find out about this topic. You know a whole lot its almost
    tough to argue with you (not that I really would want to…HaHa).
    You certainly put a brand new spin on a topic which has been written about for years.

    Great stuff, just great!

  4. Hey There. I found your blog using msn. This is
    a very well written article. I will be sure to bookmark it and return to read more of your useful info.
    Thanks for the post. I will definitely return.

  5. After looking over a handful of the blog
    articles on your web page, I seriously appreciate your technique of writing
    a blog. I book-marked it to my bookmark website list and will
    be checking back in the near future. Take a look at my website too and let me know what you think.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *